domingo, 30 de março de 2008

Borboleta

De pouco em pouco,
muito a miúde.
Me transformo
e outra vez.
Mudo.

14 comentários:

Paulo R Diesel disse...

Quanta mudança...

maria disse...

perfect!

vc já tá nos meus links faz tempo.

té!

Ana Cláudia Zumpano disse...

aos poucos a gente vai se encontrando!!!
adorei seu comentário lá no meu blog, e concordo com vc!!!
aquele som é lindo, gosto de ouvir ele com a nouvelle vague!
bjos ;*

Natália disse...

Olá! Desculpe, só agora fui ver teu comentário lá no blog das margaritas. Dai vim aqui espiar o teu, e adorei! Principalmente esse seu penúltimo post, com as imagens. Me bateu meio que uma tristeza, mas que é a mais pura verdade... Interessante como as vezes as imagens podem dizer mais do que qualquer outra coisa né?
Bjus e tudo de bom!

Toninho Moura disse...

Então, poetisa de poucas palavras e muitas mensagens, tem um meme para você. Passe lá!

Paty Maionese disse...

Às vezes é até legal mudar de tudo em tudo.

Camilinha disse...

isso aí tem muito a ver comigo!!!

beijos daqui...

Marcelo disse...

Oi, mocinha... Uhn. Que super!!! Me linkou... Yupiii. Tá, já te linkei no meu blog tb. Quanto ao texto, já coloquei a segunda parte.
E falando em mudanças, este sou eu... principalmente por causa da minha indecisão, hehe.

Juliana Caribé disse...

Também és borboleta, não é?

Posso te linkar?

Beijos.

Alê disse...

De pouco em pouco,
muito a miúde.
Reforço meu jeito
mineiro de ser.
Uai!

kkk
Beijos*

Clarissa às claras disse...

Carol, com poucas palavras você se mostra!
Muito bom!
Parabéns!!
Beijos!! =)

Maria Renata disse...

e viva a mudança sempre ;)

Bárbara M.P. disse...

Olá,
Muito belo o teu blog, Carol... Aqui, não há como resistir ao chá com torradas e as poesias e fotografias que tão bem dispõem à mesa...
Uma gostosura visitá-la.

Um beijo,
Bárbara M.P.

José Oliveira Cipriano disse...

Oi, Carolina!
Saudades de você, de seus textos cheios de encanto, de simplicidade, de filosofia despretensiosa!!!!
Esse é filosofia pura!!!!!
Sou apaixonado por seu estilo despojado de pedaismo!
deus ilumine sua inspiração!
um abraço em seu coração,

Oliveira