terça-feira, 6 de abril de 2010

Lembranças

Eu me lembro de uma praça e dos passeios que faziamos nela nos domingos de manhã.
De um navio que ficava no horizonte, ancorado no mar. De fazer perguntas sem pé nem cabeça:
              - "Pai, como é que se leva o açúcar pra dentro do navio?"
Eu me lembro, que no lugar aonde morávamos fazia muito calor. E era em cidade diferente do Vovô.
Da surpresa de descobrir que essa cidade se chamava Salvador e que eu não era baiana, mas sim mineira!
Eu me lembro de nós sentados, num tapete circular azul? Ou seria amarelo? Brincando de fantoches.
De risos também me recordo. Das vozes engraçadas que fazíamos, das minhas bonecas.
Lembro-me com clareza de detalhes quando percebi que no dia seguinte você tinha que viajar, e eu ficar!
Ficava eu, deitada a noite na minha caminha e te mandava beijos imaginários pela janela.
Achando, na minha inocência infantil, que você ia pegá-los no seu trabalho, que te fazia ficar longe de mim.

11 comentários:

Clarissa Santos disse...

Não sei se devo rir pela 'singeleza' e inocência ou chorar pelo peso saudade. Mas sei que devo sentir e sinto deveras x) Muito cheio de amor, saudade, de sentimento, enfim.

LINDO :)

LOGAN disse...

Saudades eternas dessa época na qual erámos realmente livres e felizes, e nem tínhamos consciência da existência de liberdade e felicidade...

Lindo teu post... Curti seu espaço!

Tô seguindo...

Espero que goste do meu... É mais brutão, mas feito com carinho...

Beijos

Daniela Filipini disse...

Isso me faz pensar em uma menina pequena, de olhos claros, que sente muita falta do pai.

Raissa D. disse...

Linda lembrança. Ah, que gostosa é a infância...

*Obrigada pela visita , tem postagem nova depois vê lá...

Bjs

ErikaH Azzevedo disse...

Que bonito.
essas coisas da infancia que s eternizam dentro de nós né!

Somos feitos tb de alegrias guardadas que por vez ou outra decidimos reviver.

Bonito o teu mundo.

Erikah

Celamar Maione disse...

Lembranças são partes de nós...
Obrigada pela sua visita ao meu blog.
bj

Olga disse...

tb tenho lembranças assim.

ventosnaprimavera disse...

Lindo demais seu texto, as lembranças percorrem nossos olhos enquanto viajamos nessas palavras.Parabéns.Tudo de bom pra você.Arnoldo Pimentel

Anônimo disse...

Era eu...

Daniel Savio disse...

Quando crianças parece que o nosso mundo é tão pequeno, ou será que nós que eramos grandes para comportar os sonhos que tinhamos?

Fique com Deus, menina Carolina Castro.
Um abraço.

digo que sou... disse...

Que fofo esse texto e seu blog, adorando aqui. Estou a te seguir!

http://inconscientedomeuconsciente.blogspot.com/