sábado, 13 de fevereiro de 2010

Sexto Sentido

Após o terceiro drink, sentados em uma mesa de bar, depois de uma apresentação de teatro, ela cria coragem e fala:
- Venho notando uma insatisfação em seu rosto.. Uma coisa difícil de explicar. O que está acontecendo?
De fato, havia já algum tempo que ele estava diferente. Uma agressividade em detalhes, um semblante suave de raiva. Coisa discreta para os olhares comuns.
Ali, naquela mesa de bar, após três drinks ele não pode mais negar. Fora descoberto em um lugar que nem ele mesmo sabia que estava.
Abaixou a cabeça.
- Acho que preciso de terapia.
O silêncio que se fez depois teve apenas o papel de comprovar que ela não era qualquer uma.
Ela enxergava as pessoas.

2 comentários:

Daniel Savio disse...

Penso que terapia seja tão comum hoje em dia, não sei por que esse nervosismo ao falar este assunto...

Gostei da sutil mudança do Layout.

Fique com Deus, menina Vivian Sbrussi.
Um abraço.

digo que sou... disse...

"O silêncio que se fez depois teve apenas o papel de comprovar que ela não era qualquer uma.
Ela enxergava as pessoas."

E enxergo aqui uma delicada escritora...