terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Rotina

Mais uma vez, de novo falhei.
Um instante derruba gigantes
um descuido arruína heranças.
Mais uma vez, errei na banalidade.
Esqueci a outra vez que prometi.
Mais uma vez, pelo mesmo motivo
caio na mesmice de errar repetido.
Mas, se de alguma coisa adianta,
pelo menos o "me desculpa" aprendi.

8 comentários:

Daniel Savio disse...

Geralmente é melhor tentar e ter falhado do que nunca ter tentado...

E poesia que me faz pensar.

Fique com Deus, menina Carolina Castro.
Um abraço.

Will disse...

Pedir desculpas (quando são verdadeiras) é um ótimo exercício de redução do ego...

gusta disse...

é errando que se aprende =D

Madame Poison disse...

Hoje estava assistindo a um episódio do "caverna do dragão" onde o Mestre dos Magos aconselhava a seus pupilos que através do erro eles conseguiriam a vitória. Mas as vezes só enxergamos isso muito, muito tempo depois.

renata carneiro disse...

e é isso o que é mais bonito.
apre(e)nder.
aprender é somar.
somar é renovar.

o resultado: sempre algo melhor.

beijo!

Toninho Moura disse...

Acerta quem aprende que não se acerta sem errar.

joyce domingos disse...

pelo menos aprendeste algo...

então não foi em vão!!

lindo espaço....do nome ao layout...

é mineira né??

tá explicado o bom gosto...

Devaneios permanentes disse...

Gostei do texto.. obrigada pela visita lá em "casa".
Beijo grande moça