terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Notinha Jornalística

Foi descoberto um vírus
que em contato com seres humanos,
causa uma alegria indescritível.
Daquelas de dar gargalhadas
rolando no chão.
De arrancar todas as dores
do coração.
Mas os cientistas muito receosos são.
E inventaram um antídoto
para aniquilar tal doença.
Afinal, isto vai contra todas as crenças.
Seres humanos não nasceram
para ficarem atoa, rolando pelo chão.

8 comentários:

tatá disse...

Que orgulho!
Quero chá com bolachas ao vivo!
beijocas

Clarissa às claras disse...

Oi,Carol!
Voltei! =D
Passei um tempinho sem escrever, realmente, mas foi porque andei meio desestimulada com a internet!
¬¬
Sabe quando a gente enjoa de alguma coisa?
Pronto!
Enjoei de orkut, msn, sites, blogs, fotologs, tudo relacionado a ela!
Mas estou de volta!
Adorei sua poesia!
Voltarei daqui a pouco para ver seu blog novamente.
Bjaum!! =)

Paula disse...

às vezes eu me contagio desse vírus.
sempre é bom 'se jogar' de vez em qd =D

ah...é um menino! a felicidade reina em mim.

besoos.

Luciana disse...

então, não devo ser HUMANA...
nasci,EXATAMENTE, pra fcar por aí, rolando no chão de rir.

você é incrível.
consegue descrever em pouquíssimas linhas mita coisa. adorei.
beeijos, carol

Élida disse...

kkkk

esses cientistas são um PATIFES..kkk

mas um segredo! eu to contaminada!!rss

Vim dá um alô!
adorei o blog..c quero colocar a foto atrás do titulo tambéeem!rss

bjs

Polly disse...

Ah, Élida, tb acho, eles conspiram contra nós que somos bobas e felizes! Devem ser carrancudos e rabugentos! hehehe

Adorei, menina das palavras simples, singelas, diretas!

"Estava à toa na vida/o meu amor me chamou/pra ver a banda passar cantando coisas de amor..."

Beijo pra tu :)

www.pollyfonica.blogspot.com

Márcia Leite disse...

E a gente mooorre é de rir dessas pessoas da sala de jantar que só estão ocupadas em nascer e morrer!

Beijoo!

=)

José Oliveira Cipriano disse...

Oi, Carolina!
Que texto massa!!! Você consegue dizer em poucas linhas coisas incríveis! Gosto muito disso! É surpreendente!!!! Meus aplausos!!!
Um abraço em seu coração,

Oliveira